Quase 30% das pessoas na América Latina já foram vítimas de ransomware, conforme uma nova pesquisa da Eset, que entrevistou usuários e executivos de mais de 15 países da região.

Segundo o levantamento da companhia de segurança, 70% desse percentual perderam informações, dinheiro ou ambos como resultado de um ataque desse tipo.

Os países com o maior número de detecções de ransomware em 2018 na América Latina foram Colômbia, Peru e México – enquanto EUA e Rússia lideram o ranking global.

Além disso, o estudo também aponta que 93% das vítimas de ransomware afirmaram ter mudado de opinião quanto à importância do backup de informações.

E, apesar de os pesquisadores da área recomendarem não pagar pelo resgate dos dados sequestrados, 1 em cada 4 pessoas entrevistadas na pesquisas afirmaram que pagariam para tentar recuperar suas informações.

Mantenha-se protegido! Conte com a Future!!! Nossos profissionais são certificados pelos maiores fabricantes de Soluções de Segurança, Disponibilidade e Performance do mundo! Preencha o formulário abaixo e entre em contato conosco.

Fonte: ComputerWorld.

Entre em contato conosco