Um novo tipo de malware tem afetado aplicativos de grandes bancos brasileiros. A Diebold Nixford, fornecedora de tecnologia que atua sobretudo no desenvolvimento de camadas de segurança para internet banking e mobile banking, detectou o primeiro ataque de malware via RAT (Remote Access Trojan) para dispositivos móveis no Brasil.

Segundo a empresa, o malware realiza fraudes financeiras, e se utiliza de uma técnica em que o atacante navega e realiza as transações diretamente no dispositivo móvel do usuário (apenas Android) sem qualquer necessidade de interação física com o aparelho.

A Diebold Nixford informa que o malware já foi identificado nos apps de grandes bancos no Brasil e, até esta semana, já foram detectadas mais de 20 mil instalações do malware no país.

Como funciona o ataque

A empresa explica que, neste tipo de ataque, o fraudador tem como principal objetivo se passar pelo cliente e realizar transações eletrônicas nas instituições financeiras enquanto o usuário não está com a atenção voltada ao dispositivo. Todo processo de navegação, autenticação e inserção das transações acontece sem qualquer interação física do aparelho, de forma remota e controlada pelo atacante.

Ainda, o malware possibilita uma visualização e controle total do dispositivo da vítima por meio de permissão de acessibilidade, concedida pelo usuário no momento da instalação do aplicativo. Uma vez com a permissão, o malware concede a si mesmo outras permissões necessárias para executar as demais tarefas a qual se propõe, inclusive a própria senha de desbloqueio do aparelho.

Proteja-se contra ataques de malware! A Future é parceira dos maiores fabricantes de Soluções de Segurança, Disponibilidade e Performance do mundo! Preencha o formulário abaixo e entre em contato conosco.

Fonte: ComputerWorld.

Entre em contato conosco